Servidores municipais de Lauro de Freitas denunciam atraso no pagamento de salário

0

Os servidores municipais de Lauro de Freitas estão com o salário do mês de novembro atrasado. Embora a Prefeita Moema Gramacho (PT) tenha divulgado no início de seu mandato um calendário de pagamento assumindo o compromisso de pagar os vencimentos no último dia do mês, isso não está acontecendo, é o que afirma o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Asprolf).

De acordo com a Asprolf, a situação, que é uma repetição do vício da gestão passada, está prejudicando de forma grave a vida financeira dos trabalhadores. Os profissionais da educação deliberam hoje (30), que se até a meia noite deste dia o salário não estiver nas contas bancárias, de todos os profissionais – sem exceção de tipo de contrato (concursado, REDA, CT, TD), os servidores vão parar as atividades.

Os trabalhadores da educação estão desde ontem (29) reunidos no 17º Congresso da ASPROLF que vai até esta sexta-feira (1/12). O evento, que nesta edição discute o tema “Educação que transforma, Brasil sem reformas: em defesa do Brasil, contra o golpe de Estado”, tem como objetivo construir as estratégias de luta da categoria contra o golpe instalado com a atual conjuntura no país e o descaso dos governantes de um modo geral.

DEIXE UMA RESPOSTA