Limites Territoriais entre Lauro de Freitas e Salvador foi debatido na ALBA nesta quarta (04)

0

Diversos representantes da sociedade civil de Lauro de Freitas, além da prefeita Moema Gramacho e vereadores participaram na manhã desta quarta-feira (04), de uma audiência pública promovida pela Comissão de Assuntos Territoriais e Emancipação, para tratar dos limites territoriais entre Salvador e Lauro de Freitas.

Para Moema, a democracia deve ser para todos, “vamos respeitar nossos territórios, mandaram um projeto de lei para a Câmara de Salvador um projeto, delimitando nossos territórios, sem ao menos levantar uma pedra por lá”, argumentou a prefeita. Gramacho ainda pediu que fosse feito um plebiscito com os moradores, para saber com qual município, as comunidades querem ficar.

O vereador Edivaldo Palhaço (PSB) também participou da audiência pública.

Com gritos de “Itinga, Ipitanga, Areia Branca é nossa”, o povo ecoava no plenário da Assembléia. “Se outras administrações municipais abriram mão de territórios, este é um novo momento. Itinga, Areia Branca, Capelão e Ipitanga são parte de Lauro”, disse a Presidente da Câmara de Lauro de Freitas, Naide Brito, defendendo o entendimento com Salvador e saudando a comissão da sociedade civil do município, que mobilizou as comunidades para a audiência.

A audiência contou com a presença de todos os 17 vereadores da cidade, além de secretários municipais. Foram notadas as ausências do prefeito de Salvador ACM Neto, além das autoridades do município.

DEIXE UMA RESPOSTA